domingo, 12 de setembro de 2010

Tsc tsc

Bispo pede que fiéis não votem em Dilma por ela ser pró-aborto.

No que será que esses católicos retrógrados estão pensando? Será que eles não sabem que a maioria das mulheres que recorrem ao aborto o fazem por não terem condições financeiras de ter um filho? Será que querem ainda mais crianças revirando o lixo em busca de comida? Será que não entendem que a mulher é dona de seu corpo e tem o direito de fazer o que quiser com ele? Será que querem mais violência, pois filhos indesejados tem mais chance de ir para o mundo das drogas?

Devíamos matar também as criancinhas pobres...
____________________ 
  Fabiano Che

8 comentários:

Blog do Jeco disse...

Isso tudo que você falou é o discurso comum. Mas o assunto extrapola a área social e chega o âmbito religioso, por isso tem que ser e deve ser bem discutido.

Quando ao pedido do bispo em não votar na Dilma, penso que ele acredito no que é correto para seus fiéis. Eu, particulamente, não votarei nela por vários outros motivos e esse é só mais um que me leva a fazer isso.

Abraços.

Outono disse...

"Será que não entendem que a mulher é dona de seu corpo e tem o direito de fazer o que quiser com ele?" Discordo totalmente, e acho que você também.

Fabiano Che disse...

A mulher não é dona do próprio corpo?
O.o

Giuliano Marley disse...

Mandou mal. Desculpa.

Clarissa Ferreira disse...

Assunto controverso. E perigoso. A mulher é SIM dona do próprio corpo. Por isso, existem métodos de prevenção, como todos aqueles que todos nós já sabemos desde as aulas de ciências do ginásio. Logo, se gera um filho mesmo dispondo de tais métodos, é obrigação moral legitima (repare, sem falso moralismo) que ela assuma a responsabilidade dos seus atos. Se não quiser, vários casais e mulheres, e mesmo homens que querem e não podem ter filhos por qualquer razão adotariam de todo o coração. Sou a favor do aborto em casos extremos, como estupro, incesto, ou coisas que afetam a mãe ou a própria criança de maneira negativa, como risco de morte a mãe, ou doença que impossibilitaria uma vida digna ao bebê. Mas matar um ser indefeso, sem quê nem porquê, simplesmente pelos motivos que foram apontados pelo autor do post, me desculpe, mas isso beira a irracionalidade.

Jusceline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jusceline disse...

Eu não sou católica, não votarei na Dilma e tampouco no Serra, mas acho o aborto algo inadmissível, a mulher é tão dona do corpo, tem hoje tanta liberdade que pode e deve se prevenir durante o ato sexual, pobreza não é desculpa para a prática irresponsável do sexo, porque os métodos contraceptivos estão à disposição de todos gratuitamente em hospitais e postos de saúde. E mais, quando somos donos d algo, somos também responsáveis por tal, se prevenir hoje não precisará abortar amanhã. E quando o autor diz: "filhos indesejados tem mais chance de ir para o mundo das drogas", fica a pergunta: é mais fácil abortar um bebê do que mudar a situação de drogas e violência em nosso país? Uma "saída" deveras fácil, para que tudo continue como está. Existe no Brasil milhões de filhos de pobres que foram criados com dificuldades porém tornaram-se cidadãos de bem e produtivos para a sociedade, não adianta ter apenas um filho e não saber educá-lo e conduzi-lo para o caminho do bem, da ética e da dignidade. O aborto não é, absolutamente, solução para nada e que cada um e cada uma, donos de seus corpos e suas vontades, tenham responsabilidade e consciência.

Vanessa Gomes disse...

Não voto em Dilma mesmo. E sou dona do meu corpo.

^^