quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Dois pesos

(...)
Se o povão das chamadas classes D e E – os que vivem nos grotões perdidos do interior do Brasil – tivesse acesso à internet, talvez se revoltasse contra as inúmeras correntes de mensagens que desqualificam seus votos.
(...)
Uma dessas correntes chegou à minha caixa postal vinda de diversos destinatários. Reproduzia a denúncia feita por “uma prima” do autor, residente em Fortaleza. A denunciante, indignada com a indolência dos trabalhadores não qualificados de sua cidade, queixava-se de que ninguém mais queria ocupar a vaga de porteiro do prédio onde mora. Os candidatos naturais ao emprego preferiam viver na moleza, com o dinheiro da Bolsa-Família. Ora, essa. A que ponto chegamos. Não se fazem mais pés de chinelo como antigamente. Onde foram parar os verdadeiros humildes de quem o patronato cordial tanto gostava, capazes de trabalhar bem mais que as oito horas regulamentares por uma miséria? Sim, porque é curioso que ninguém tenha questionado o valor do salário oferecido pelo condomínio da capital cearense. A troca do emprego pela Bolsa-Família só seria vantajosa para os supostos espertalhões, preguiçosos e aproveitadores se o salário oferecido fosse inconstitucional: mais baixo do que metade do mínimo. R$ 200 é o valor máximo a que chega a soma de todos os benefícios do governo para quem tem mais de três filhos, com a condição de mantê-los na escola.

O Brasil mudou nesse ponto. Mas ao contrário do que pensam os indignados da internet, mudou para melhor. Se até pouco tempo alguns empregadores costumavam contratar, por menos de um salário mínimo, pessoas sem alternativa de trabalho e sem consciência de seus direitos, hoje não é tão fácil encontrar quem aceite trabalhar nessas condições. Vale mais tentar a vida a partir da Bolsa-Família, que apesar de modesta, reduziu de 12% para 4,8% a faixa de população em estado de pobreza extrema. Será que o leitor paulistano tem ideia de quanto é preciso ser pobre, para sair dessa faixa por uma diferença de R$ 200? Quando o Estado começa a garantir alguns direitos mínimos à população, esta se politiza e passa a exigir que eles sejam cumpridos. Um amigo chamou esse efeito de “acumulação primitiva de democracia”.

 (...)
Por Maria Rita Khel*
*Matéria originalmente publicada no jornal O Estado de S. Paulo e reproduzida do site O Escrevinhador
Veja o texto completo aqui . Veja mesmo.

P.S.: A autora foi despedida do jornal por causa dessa reportagem...
P.S.2: Go Dilma \o/

9 comentários:

Losterh disse...

Oras,
O país é obrigado a crescer. Ele está em desenvolvimento e isso envolve muito dinheiro. O salário mínimo de R$510,00 aqui de São Paulo já é uma vergonha. Eu acharia que teria havido evolução nesse quesito se para adquirir o "bolsa-família" houvesse alguma condição relacionada a educação, como só ganhar alunos que tiram boas notas, mães que fazem cursos etc.

Políticas assistencialistas que estimulam um trabalhador a ficar com a bunda na cedira para mim não são vitória alguma. Fato é que o Lula só continuou com o que o FHC começou. E outro, que a parte boa que o Lula tinha - o carisma - que era importante para as relações internacionais, a Dilma não tem.
E outra, não seria nada saudável para a justiça do país manter o mesmo governo durante 12 anos.

Fabiano Che disse...

200 reais por mês te incentivariam a não tentar arranjar um emprego?

Poxa, esse dinheiro é para pessoas que nã otinham o que comer. Não tinham o que comer.

Concordo quand o diz que esse auxílio devia vir acompanhado de algo que estimulasse o sujeito a estudar e tals, mas, "quem tem fome tem pressa".

Giuliano Marley disse...

Oi, Fabiano Roussef.

Vanessa Gomes disse...

Fazendo propaganda política mesmo? Nunca imaginei.

Fabiano Che disse...

Nós que lutamos (lutamos?) e defendemos(defendemos?) um mundo melhor não podemos nos alienar da política como discurso "são todos uns ladrões e só pensam em seus próprios interesses". É por pensarmos assim que o Brasil está como está (Leia o post Caretas não pintadas de Giuliano Marley)

O que está em jogo é nosso país.
Discordo de muita coisa do governo Lula mas, como eu disse, eu apóio sim Dilma.

Sem contar qeu Serra é um maldito neoliberal tentando vender a imagem de bom moço. E como vocês sabem, comunistas odeiam neoliberais.

GO DILMA!!

Paulo Vitor Cruz disse...

bacanão o blog, cara... virarei seguidor...

abs.

Vanessa Gomes disse...

Também odeio Serra. Voto na Dilma porque não voto em branco. Acho que votar em branco é negar a cidadania.

Portanto, Serra é um bosta, pra ele não ir pro poder... prefiro(?) Dilma.

Ju disse...

Olá Fabiano!
Muito obrigada pela visita e comentário em meu blog. Estou em um momento conturbado aqui, hehe, mas quando der venho ler o seu!

Ótima semana!

Bersebah disse...

Como sempre Fabiano seu blog permanece afiado nos artigos, e bem elaborado na composição visual do mesmo.

Eu em parte concordo com o texto mencionado.
Porem em parte eu também devo discordar.

Digo isso pois trabalhei de telemarketing em uma empresa que prestava serviços para o MDS, cujo a operação atendia os beneficiarios do programa bolsa familia.
Atraves disso ficou evidente o quadro de muitas familias, e não foi algo agradavel de se descobrir.

O que ocorre, é que em muitas(e muitas mesmo) familias o responsavel acaba deixando de procurar emprego por estar acomodado as condições do programa bolsa familia.Alem disso, em muitos casos o valor do beneficio é utilizado de forma indevida(diferente ao estipulado pelo programa), onde os responsaveis revertem esse beneficio na compra de coisas que não auxiliam na educação dos filhos(sendo que os mesmos tem um beneficio direcionado a eles), e no pior dos casos existem os que gastam o beneficio na compra de drogas e bebidas alcoolicas.

Para piorar, vi em muitos casos que as mães(maioria de chefes de familia nesses casos), acabando tendo três ou mais filhos em busca de receber mais beneficio, e mais auxilios, como o programa do leite.

Enfim...é complicado...acredito que tenha ajudado bastante, mas não vejo nesta medida a salvação para o Brasil, mas um programa que precisa ser revizado, e melhorado.

Bom meu amigo, fico agora aguardando sua visita, sempre muito bem vinda, assim como as opiniões deixadas.Como fiz umas alterações no cenário, uma hora dessas não deixe de dar uma passada la e me dizer o que considera.

Abraços

Bersebah