segunda-feira, 20 de abril de 2009

A morte de Romeu

"Deu mole na balada, eu vou pegar geral, a onda é beijar e tchau, tchau" (Aviões do Forró)

O romantismo parece estar caminhando para o "abismo do esquecimento" (ha, ha, ha! Abismo do esquecimento). Hoje em dia, fala-se muito de sexo e pouquíssimo de amor. Talvez porque seja muito mais difícil falar de amor do que de sexo. E, paralelamente ao crescimento das cidades, aumenta a solidão das multidões (O Mal do Século). Quiçá o discorrer sobre sexo seja uma forma de disfarçar a impessoalidade dessas relações de modo que o contato físico simula o verdadeiro encontro.
A sociedade impõe um padrão de comportamento que visa somente o prazer imediato, ignorando coisas simples e fundamentais como o respeito, educação, entre outros. Atualmente, quem "pega mais gatinhas" em uma festa é o macho dominante. Aquele que ousar dizer que lê poesias ou que não gosta de beijar por beijar é apedrejado em praça pública (ainda tenho marcas de uma pedrada na cabeça). Quem se envolve menos, sofre menos, chora menos, mas será que também não vive menos?
Nesse mundo cada vez mais atarefado, tentamos aliviar nosso estresse pegando sempre mais e mais gatinhas, mas não entendemos que estamos cada vez mais sós.

"Me diz porque será, que a gente atravessa o rio atrás de água e diz que não está nem aí" (Engenheiros do Hawaii)

3 comentários:

Giuliano Marley disse...

Os padrões comportamentais são realmente uns montes de lixo com chorume escorrendo por seus orifícios mais putrefatos, que fedem tanto quanto um cadáver que tivera câncer de intestino.

Tive um grande traumatismo craniano que lancina minh'alma até hoje. Evito falar sobre tal, pois todos (pelo menos os que consigo ver daqui), têm aerólitos em suas mãos prontos para lançarem em minha direção.

luiz disse...

nossa d+
adorei o seu blog
^^

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

Gláucio disse...

Hoje em dia, tudo tem acontecido em ritmo acelerado, que por um lado é bom , mas do outro faz com que as relações humanas se percam no caminho.

Ah, obrigado pela visita no rockeriot nm, ainda bem que as bandas indie tem ganhado espaço.

abç

http://nacaodamusica.com.br/rockeriot/