domingo, 5 de abril de 2009

A raposa livre no galinheiro livre

Todo homem é livre. E, nessa condição, tem o direito de acumulação ilimitada de propriedade. Mas isso gera um certo desequilíbrio na sociedade, pois se você come todo o pão, como ficam as outras crianças? Logo, não posso exercer meu livre direito de comer pães, por que não há mais nenhum. Não há total liberdade de fato, a não ser pra quem chegar primeiro. Então se conclui que nem todo homem é livre (quero meu pão) justamente pelo fato de todo homem ser livre!?!
A liberdade só é desempenhada pelos donos do dinheiro (ou pão, se você preferir) e o povo (padeiros), ao tentar levar a efeito sua liberdade, percebe que seu campo de ação é restringido pela livre escolha de alguns privilegiados.
Nessa selva dos mais fortes que cada um só luta por si mesmo e não deve nada a ninguém, a liberdade não existe. E sempre que os padeiros (pobres) tentam de alguma forma exercer seu inalienável direito de liberdade são vistos como desordeiros, preguiçosos ou comunistas (que ofensa!).
O mais paradoxal de tudo isso é que o homem é um ser social (não capital) e só se preocupa consigo. De que adiantaria ter uma Hornet Honda 2009 sem ninguém para ver? Não se pode ser famoso sem ninguém para te reconhecer. O liberalismo não é liberdade. O liberalismo é individualismo. O individualismo gera solidão.
Enquanto a liberdade de um for sustentada na escravidão do outro, as pessoas não serão realmente livres.

P.S.: Só para esclarecer, não quero acorrentar as raposas, eu só gostaria que as galinhas ganhassem dentes e garras…

13 comentários:

junior disse...

É brother essa sociedade é cheia de coisas complexas. Por isso temos de analisa la bem e sim criarmos nossos conceitos sobre tal coisa. mt bom o texto ,legal teu modo de analisar algo.

http://jrtalvez.blogspot.com/

Anônimo disse...

Difícil essa reflexão. É quase que impossível tentar imaginar a sociedade de forma diferente da qual ela se encontra atualmente.
Concordo que o homem só se preocupa consigo. mas até os mais pobres que tentam exercer seu direito de liberdade, quando tiverem a sua oportunidade, também só se preocuparão consigo.
Existem casos e mais casos...

www.filhasdapuc.blogspot.com

william disse...

Algumas galinhas já os têm.

dona bruna! disse...

Pois é tudo o que você disse é a mais pura verdade... ainda mais agora que estou estudando economia eu estou vendo mais esse lado.
A liberdade vai até aonde o seu dinheiro alcança... hoje em dia é o dinheiro que dá a liberdade... você pode ter dinheiro suficiente para você escolher, usando o seu exemplo, um pão francês, um pão doce ou um pão de milho... enquanto outras pessoas não tem essa liberdade, a única escolha seria o pão francês...

o pior é que no mundo inteiro é assim, e pelo jeito isso não mudará tão cedo...

Enfim, gostei muito do seu blog... vou seguir, gosto de textos reflexivos e sérios :D
abraços

Mari disse...

Mas dai que vem o o bom senso. Você precisa mesmo comer todo o pão? Será que a sua fome é tão grande assim ou você somente quer demonstrar a sua supremacia. Afinal, se você chegou primeiro teria o direito sobre os pães. Ai que está saber dividir.
A sociedade pode ser muito egoista, mas se todo o dinheiro do mundo estivesse dividido em partes iguais, existira paz? Alguém sempre ia querer pegar o do outro pra ser mais importante. É uma caracteristica humana, uma coisa que dificilmente vai ser mudada. E não vai ser mudada pelo simples fato de as pessoas terem consciencia, acharem errado, mas não fazerem nada pra mudar.

Dane disse...

AMEI o texto... xD infelizmente somos seres humanos e somos isso.. seres q não se contentam com nada xD

Welma disse...

Por vezes eu tenho a pequena impressão de que liberdade está muito mais ligada a algo individual do que a gente sonha ser ela. Obviamente somos seres sociais, mas aí não estará tbm a grande barreira para a liberdade? E ainda tem aquela famosa frase que diz: "sua liberdade termina onde começa a do outro"... Então viver em sociedade é sigificado de não-liberdade? Ser sozinho para ser livre? Creio que não! Na verdade isso tudo me lembra muito aqueles aparelhos ideológicos do Estado identificados por L. Althusser. E concordo muito com Mari quando ela questiona se todo o dinheiro do mundo fosse igualmente dividido existiria a paz. Tbm creio que não. Ser egoista pra mim, não é uma característica inata do ser humano (já que nada, ou quase nada, é inato), mas sim, algo advindo de nossa liberdade de emitir valor as coisas e desejar ter esse valor, ou poder. No geral, penso que nossa liberdade é restringida pelo fato de aceitarmos ou não tê-la.

Para terminar, deixo um pensamento de Sartre para colar no galinheiro: “É o que posso expressar dizendo que o homem está condenado a ser livre. Condenado porque não se criou a si mesmo, e como, no entanto, é livre, uma vez que foi lançado no mundo, é responsável por tudo o que faz".

Giuliano Marley disse...

Uma vez alguém me disse que era livre…

Uh, eu ri compulsivamente!!! Não me contive!!! Achei muito engraçado… "Eu sou livre!" Ha, ha, ha! Uh, ha! Ha, ha, ha, ha!!!

[Maria Joana Mode ON (?)]

Diógenes chegou bem perto da liberdade…

###

Aviso Importante: o Atestado Pedante estará de cara nova em breve… E novos textos velhos darão as caras por essas bandas. Não deixe de deliberar…

###

***

Nota de Falecimento: comunicamos o falecimento, nesta terça-feira, 7 de abril de 2009, de Ângelo Meira Lima. O Atestado Pedante terá 3 dias de luto em sua memória…

[…]

***
____________________
Giuliano Marley

luiz disse...

adorei seu blog
otima postagem

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

Carlos disse...

sensacional o seu blog, parabéns
acesse o meu, aguardo sua visita

www.sofismo.wordpress.com

Nicácio disse...

O que o liberalismo libera é merda, merda pra todo lado, de todos os retos, merda com descarga silenciosa- corrupção, merda explícita e grátis pro povo (lucrativa para os cus)- televisão, merda de explorador cagando nos explorados, merda de vida, Esse liberalismo de merda se resume em dar uma metralhadora pra uma pessoa e uma faca(ou nada) para outra onde a única coisa que o estado pensa que deve dizer é FIGHT!, mas na verdade no seu FIGHT!, já tem implícito o FINISH HIM! e o FATALITY. Liberalismo é a coisa mais cínica que se tem notícia que sempre quando escuto essa palavra sinto vontade de quebrar alguma coisa.

Anônimo disse...

Ja, mir so schien es auch. viagra preis ?sterreich cialis kaufen rezeptfrei [url=http//t7-isis.org]cialis bestellen erfahrungen[/url]

Anônimo disse...

Pienso que es la idea excelente. http://nuevascarreras.com/comprar-cialis-es/ cialis 20 precio Credo che si fanno errori. Sono in grado di provarlo. [url=http://nuevascarreras.com/comprar-cialis-es/ ]comprar cialis original [/url]