domingo, 15 de março de 2009

Faz sentido?

Qual o sentido da vida? Essa pergunta, apesar de sobejamente repisada, te faz parar e perguntar qual o sentido da vida. As pessoas nascem, crescem, estudam (algumas nem isso) para quê? Ter um trabalho que geralmente odeiam para comprar coisas que viviam perfeitamente bem sem e que morreriam se não tivessem. Só isso. Se parecem com aquele joguinho de brick game (há muito tempo atrás, numa galáxia muito distante…) em que a minhoquinha vai aumentando de tamanho à medida que come os pontinhos, e uma hora ou outra se choca com seu próprio corpo por estar grande demais. Claro que algumas pessoas dizem que se realizam torrando seu dinheiro em inutilidades como bolsas de couro ou potes de mel, mas elas são loucas. Quem precisa de potes de mel?
Outro modo de dar sentido à sua existência é se escondendo por trás de uma ideologia de alguma instituição, que muitas vezes aceitam sem questionar ou entender simplesmente por preguiça mental.
— Legal essa camisa da Coca-Cola.
— Seu porco capitalista, eu vou comprar essa que tem a foto do Che Guevara, sou comunista agora.
Não tem sentido algum fazer nenhuma dessas coisas, mas a vida realmente tem sentido? Espero que não. Às vezes faz sentido fazer algo sem sentido. Ou não.

4 comentários:

Ingrid disse...

Voce teem razao!
ameii o texto e o blog!
http://marca-de-batom.blogspot.com/
se kiser visite

Welma disse...

Em algum momento da vida, essa pergunta chega pra todos. Alguns passam a vida buscando essa suposta razão, outros se escondem dela buscando refúgio nas quituterias da vida. Quando vc diz que "às vezes faz sentido fazer coisas sem sentido" eu até concordo. Mas no que diz respeito a incognita que é a vida, eu prefiro continuar na eterna busca.
Abraço!

P.S.: Vc me perguntou sobre o Olhares, mas ele é assim de lua. As vezes (raramente nos ultimos meses) tem postagem toda semana, outras vezes é uma por mês e até já ficamos alguns meses sem postar nada. Tendo que culpar alguém, culpo a correria que nos deixa mais insensíves perante a vida. Em todo o caso, tem um post novo lá agora!!

Giuliano Marley disse...

As pessoas trabalham 12 horas por dia, de segunda a sábado, carregando caixas pesadas e fazendo os aristocratas lucrarem, e se vêem felizes porque têm um emprego desses com carteira assinada.

E depois? Eles se aposentam, curtem uma aposentadoria medíocre e morrem. Não vi sentido em suas vidas.

william disse...

A vida perderia a graça se tivesse sentido.